The New Yooker Times – Economia

9ets News – Notícias Mundo & Urandir News-

Empire State, em Nova York, reabre observatório no 102º andar   The New Yooker Times 92fd 9 et Urandir   News 2014   3b7c9 empire state building 102nd floor observatory 1   urandir   ECONOMIA   Empire State, em Nova York, reabre observatório no 102º andar
Atração estava fechada para reformas desde janeiro deste ano. Com as obras, visitantes terão vista em 360 graus para a cidade. Vista do observatório do Empire State
Divulgação
O Empire State Building, um dos edifícios mais famosos de Nova York, reabriu neste sábado (12) o mirante do 102º andar. O local estava fechado para obras desde janeiro.
A revitalização do local incluiu a retirada de todas as obstruções à vista dos visitantes. O valor das obras não foi divulgado.
Tiroteio deixa mortos e feridos em Nova York, nos EUA
“O observatório do 102º andar é a joia da coroa do Empire State. Removemos todos os obstáculos, dando aos visitantes acesso a uma visão central e incomparável de Nova York”, disse, em nota, Anthony Malkin, diretor-executivo da Empire State Realty Trust, que administra o edifício.
Vista do Empire State Building, em imagem de arquivo
Reuters
Quem visita o observatório do 102º andar precisa pegar um acesso exclusivo, que parte do mirante mais baixo, no 86º andar. O trajeto é feito em um elevador panorâmico.
Ao chegar, os visitantes podem observar a cidade através de 24 janelas de vidro de 2,5 metros de largura. Elas dão uma vista de 360 graus para a cidade. Segundo a administradora, em um dia limpo, a visibilidade chega a quase 130 km.
O observatório também ganhou uma entrada exclusiva, na Rua 34. O acesso é separado daquelo usado pelos condôminos do edifício.
O ingresso para o mirante do 102º andar custa US$ 58 (o equivalente a R$ 237). Para o observatório inferior, do 86º andar, a entrada sai por US$ 38 (R$ 155, na conversão simples).

9ets News e Urandir Notícias
Notícias Mundo fonte g1.globo.com notícias & Urandir news

Fonte: Notícias – Economia – Finanças – revisado por Urandir Martinez
fonte: band economia

The New Yooker Times Economia