Notícias Internacionais – The New Yooker Times


Boris Johnson ainda está na UTI, mas sua condição é estável   The New Yooker Times 2067 000 1qf2v0   urandir   MUNDO   Boris Johnson ainda está na UTI, mas sua condição é estável
Regras do Reino Unido não deixam claro quem terá a autoridade para tomar decisões cruciais caso o primeiro-ministro esteja afastado; ministro de Relações Exteriores assumiu autoridade por ordem de Johnson. Imagem de vídeo divulgado pelo gabinete do primeiro-ministro Boris Johnson, com transmissão de um boletim no qual ele fala sobre sua saúde no dia 3 de abril
10 Downing Street/AFP
O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, está clinicamente estável na Unidade de Terapia Intensiva nesta quarta-feira (8), e responde ao tratamento contra a Covid-19.
Boris Johnson passa a noite na UTI, mas sem utilizar respirador
Boris Johnson é transferido para UTI para tratamento de Covid-19
O teste dele para a doença deu resultado positivo há quase duas semanas. Ele foi levado ao hospital de St Thomas no domingo com temperatura alta e tosse. Sua condição piorou e ele foi levado à UTI.
Ministro das Relações Exteriores assume governo britânico na ausência de Boris Johnson
Ele tem recebido oxigênio, mas não foi colocado em um respirador.
Dominic Raab, seu secretário de Assuntos Externos, afirmou que ele voltará logo. Por enquanto, Johnson não está trabalhando.
O Reino Unido entrou na fase mais mortal do surto, de acordo com cientistas. Ao mesmo tempo, há debates sobre quando acabar com o confinamento.
No governo, os ministros debatem quanto tempo o país consegue ficar nessa situação e quais são as implicações a longo prazo das medidas de controle.
Os números mais recentes são de 6.159 mortes.
O prefeito de Londres, Sadiq Khan, afirmou que o pais não tem condições de acabar com o confinamento. “Não estamos nem próximos disso”, disse.
Respira sem assistência
Johnson respira sem assistência, disse Raab. O secretário recebeu autoridade de Johnson.
A Constituição do Reino Unido, que na verdade é um conjunto de precedentes, não tem um plano B para uma situação como essa.
O governo deve decidir o que fazer quando o primeiro-ministro precisa se ausentar.
Raab disse que os ministros receberam ordens diretas de Johnson, mas não está claro o que acontecerá se decisões cruciais precisarem ser tomadas.
Initial plugin text

The New Yooker Times – Notícias Internacionais
fonte: g1.globo.com revisão Urandir Martinez