Notícias Internacionais – The New Yooker Times


Canadá vai aceitar passaportes venezuelanos vencidos   The New Yooker Times bb73 2019 01 20t231815z 656744508 rc1eb81d53a0 rtrmadp 3 ecuador venezuela   urandir   MUNDO   Canadá vai aceitar passaportes venezuelanos vencidos
Regra para obtenção de vistos não muda, mas cidadãos da Venezuela poderão utilizar os documentos vencidos para entrar ou permanecer em território canadense. Passaporte venezuelano
Mariana Bazo/File Photo/Reuters
O Canadá anunciou nesta segunda-feira (19) que aceitará passaportes venezuelanos vencidos. Com a medida, o país reconhece um decreto do autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, que amplia a validade desses documentos por cinco anos.
“Os detentores de um passaporte venezuelano que desejam viajar ou permanecer no Canadá agora podem continuar usando o passaporte se ele tiver vencido há menos de cinco anos ou estiver prestes a expirar”, afirmou o governo canadense em um comunicado.
A medida foi tomada, entre outras razões, porque venezuelanos vivendo no Canadá encontram dificuldades para renovar o passaporte dada a crise diplomática entre o país e o regime de Nicolás Maduro (leia mais no fim da reportagem).
“O Canadá reconhece o decreto publicado pela Assembleia Nacional da Venezuela em 7 de junho de 2019 para estender a validade dos passaportes venezuelanos”, disse o governo canadense.
Assim como o Canadá, os Estados Unidos anunciaram, em junho, o reconhecimento dos passaportes venezuelanos vencidos. O Brasil adotou a mesma medida no início de agosto, após compromisso assinado por 11 países latino-americanos em setembro passado em Quito.
A medida não altera as regras para vistos – venezuelanos ainda necessitam obter vistos para entrar em determinados países como o Canadá e os EUA.
Canadá apoia Guaidó
O autoproclamado presidente interino Juan Guaidó fala durante manifestação contra Nicolás Maduro, durante comemorações do 208º aniversário da Independência da Venezuela, em Caracas, na sexta-feira (5)
Reuters/Manaure Quintero
O Canadá faz parte do grupo de mais de 50 países que reconhecem Guaidó como presidente interino da Venezuela por considerar ilegítimo o segundo mandato de Nicolas Maduro, iniciado em 10 de janeiro.
A Venezuela sofre com uma crise sem precedentes – marcada pela hiperinflação – que levou a mais de 4 milhões de pessoas a fugir de seu país nos últimos anos, segundo dados da Agência de Refugiados da ONU (Acnur).
“O Canadá continua profundamente preocupado com a situação política e econômica na Venezuela, que é crítica e está em processo de deterioração”, disse o ministro da Imigração, Ahmed Hussen, em comunicado.

The New Yooker Times – Notícias Internacionais
fonte: g1.globo.com revisão Urandir Martinez