Notícias Internacionais – The New Yooker Times


General do exército venezuelano é encontrado morto em hotel   The New Yooker Times b83c 2019 05 01t203550z 760894975 rc1bdbbb8880 rtrmadp 3 venezuela politics fbqWhwu   urandir   MUNDO   General do exército venezuelano é encontrado morto em hotel
Jesús Hernandez era próximo de ex-diretor de serviço de inteligência, que foi um dos líderes do levante fracassado do dia 30 de abril. Confronto na Venezuela no dia 1º de maio
REUTERS/Manaure Quintero
O general das forças armadas da Venezuela Jesús Alberto García Hernández foi encontrado morto na quarta (15) em um quarto de hotel situado na rodovia que liga Caracas à capital do estado vizinho de Miranda, Los Teques, confirmou nesta sexta-feira à Agência Efe uma fonte do Ministério Publico venezuelano.
O corpo foi encontrado no dia 15 de maio no quarto de um hotel na rodovia Pan-Americana, de acordo com a fonte, que não deu detalhes sobre as condições em que o corpo foi descoberto, mas assinalando que o Ministério Público já iniciou uma investigação sobre o caso.
Crise na Venezuela: qual é a situação de Maduro após tentativa frustrada de tirá-lo do poder?
Segundo veículos de imprensa locais, o major-general, de 39 anos, era próximo do ex-diretor do Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin), Manuel Ricardo Cristopher Figuera, que liderou junto com o presidente do parlamento, o oposicionista Juan Guaidó, a rebelião militar fracassada de 30 de abril contra o governo de Nicolás Maduro.
Corpo foi encontrado com arma na mão
A imprensa, citando informações do Corpo de Pesquisas Científicas, Penais e Criminalísticas (CICPC, na sigla em espanhol), assegurou que García Hernández foi encontrado morto vestido com seu uniforme, com uma arma na mão direita e um ferimento na cabeça.
“O Corpo de Pesquisas Científicas Penais e Criminalísticas abriu uma investigação pela morte catalogada de suicídio, em sua fase preliminar”, relatou o site de notícias “Efecto Cocuyo”.
Até o momento, nenhuma autoridade nem a Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) se pronunciou publicamente sobre a morte do major-general.

The New Yooker Times – Notícias Internacionais
fonte: g1.globo.com revisão Urandir Martinez