Notícias Internacionais – The New Yooker Times


Israel flexibiliza algumas restrições de confinamento adotadas para combater o coronavírus   The New Yooker Times 5237 2020 03 03t005145z 1235310807 rc20cf91x77o rtrmadp 3 israel election likud headquarters   urandir   MUNDO   Israel flexibiliza algumas restrições de confinamento adotadas para combater o coronavírus
Em discurso neste sábado (18), o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu citou plano ‘responsável e progressivo’ que deve permitir a retomada do trabalho em determinados setores. Ele também prometeu reabrir certas ruas comerciais e escolas. Benjamin Netanyahu
Ammar Awad/Reuters
O governo de Israel aprovou neste sábado (18) a flexibilização de algumas medidas drásticas estabelecidas para conter a propagação da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), embora tenha evitado falar sobre o primeiro passo para sair do confinamento.
Em um discurso na TV, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu expôs as linhas gerais de um plano “responsável e progressivo” que permitirá a retomada do trabalho em alguns setores.
Ele também prometeu reabrir algumas das principais ruas comerciais e escolas para crianças com necessidades educacionais especiais, mas em grupos de até três alunos.
Netanyahu disse que, como parte da flexibilização, dez pessoas agora podem orar juntas ao ar livre, mas cada uma deve estar a 2 metros da outra e usar uma máscara.
A flexibilização das medidas deve entrar em vigor neste domingo (19), primeiro dia da semana em Israel.
Desde o anúncio do seu primeiro caso de coronavírus em 21 de fevereiro, Israel, com cerca de 9 milhões de habitantes, registrou 13.107 infecções e 158 mortes.
Mas nos últimos dias, a doença diminuiu.
“Se em duas semanas continuarmos melhorando, facilitaremos ainda mais” as restrições, mas “se houver um novo pico nos casos, seremos forçados a renunciar ao alívio”, alertou Netanyahu.
Um funcionário do Ministério das Finanças, Shai Babad, considerou “importante enfatizar que este não é o começo de uma estratégia de saída [de confinamento]“.
“Ainda não voltamos à normalidade”, afirmou. Para combater a propagação da pandemia da Covid-19, as autoridades israelenses ordenaram o confinamento da população, fecharam escolas, locais de culto e recreação e proibiram saídas a mais de 100 metros da casa, exceto trabalho, se fosse necessário, ou ao supermercado, hospital ou farmácia.
Initial plugin text

The New Yooker Times – Notícias Internacionais
fonte: g1.globo.com revisão Urandir Martinez