Notícias Internacionais – The New Yooker Times


Michel Platini é liberado após passar mais de 12 horas detido pela polícia   The New Yooker Times d53b 2019 06 18t232250z 1751117792 rc1be83b5d90 rtrmadp 3 soccer platini   urandir   MUNDO   Michel Platini é liberado após passar mais de 12 horas detido pela polícia
Ex-jogador e ex-presidente da Uefa foi interrogado no caso de suspeita de corrupção na escolha do Catar como sede da Copa do Mundo de 2022. O ex-jogador e ex-presidente da UEFA, Michel Platini, e seu advogado, William Bourdon, deixam uma estação da polícia judicial onde Platini ficou detido, em Nanterre, na França, na terça-feira (18)
Reuters/Gonzalo Fuentes
O ex-jogador e ex-presidente da União Europeia de Futebol (UEFA) Michel Platini foi liberado na noite desta terça-feira (18) após passar mais de 12 horas detido na França. Ele é acusado de corrupção na escolha do Catar como sede da Copa do Mundo de 2022.
“A permanência sob custódia foi suspensa”, disse o advogado de Platini, William Bourdon, que afirmou que houve “muito barulho por nada” ao acompanhar seu cliente quando este deixou a Polícia Judicial em Nanterre, perto de Paris.
Mais cedo, Bourdon tinha dito que o ex-jogador francês é inocente, mas estava prestando “explicações úteis” aos investigadores. Uma declaração técnica da equipe de Platini afirmava que ele tinha sido detido por “razões técnicas”, segundo a agência Reuters.
De qualquer forma, apesar da liberação do ex-jogador e dirigente, a investigação sobre o caso irá prosseguir.
Corrupção
Em 2016, a promotoria francesa abriu uma investigação sobre a eleição do país sede da Copa de 2022. Há a suspeita de que a escolha do país tenha sido marcada por atos de corrupção, conspiração e tráfico de influência.
O ex-jogador se declarou como testemunha em dezembro de 2017.
Segundo o jornal “Le Monde”, os promotores estão particularmente interessados em um almoço que aconteceu no Palácio do Eliseu, a sede do poder executivo da França.
Platini participou do encontro com o então presidente francês, Nicolas Sarkozy, e o xeique Tamim Ben Hamad Al Thani do Catar, que era o primeiro-ministro na época.
O almoço aconteceu em 2010, nove dias antes do anúncio de qual país organizaria a Copa de 2022.
O Catar será a primeira nação árabe a sediar o evento.
Platini comandou a Uefa de 2007 a 2015. Ele cumpre um período de suspensão de quatro anos por violar o código de ética ao aceitar um repasse de 1,8 milhões de euros autorizado pelo então presidente da Fifa, Joseph Blatter, por trabalhos feitos entre 1998 e 2002.

The New Yooker Times – Notícias Internacionais
fonte: g1.globo.com revisão Urandir Martinez