Notícias Internacionais – The New Yooker Times


Mulheres fazem protesto por igualdade salarial na Suíça; veja fotos   The New Yooker Times 3bb6 2019 06 14t133855z 88854430 rc1700a6f0b0 rtrmadp 3 swiss women   urandir   MUNDO   Mulheres fazem protesto por igualdade salarial na Suíça; veja fotos
Organizadores incentivaram trabalhadoras a sair mais cedo para que o valor da hora trabalhada seja igual ao recebido pelos homens. Faixa usada em protesto em Lausanne que diz “nós podemos!”
Denis Balibouse/Reuters
Mulheres da Suíça interromperam seus trabalhos em um protesto que pedia equivalência salarial, o fim de assédio sexual e violência e outras demandas. É a primeira manifestação desse tipo na Suíça em 28 anos.
Elas pediram salários mais altos para categorias específicas: trabalhadoras domésticas, professoras e cuidadoras, ocupações que geralmente são de mulheres.
Mulheres foram às ruas de Lucerne para protestar nesta sexta-feira (14).
Alexandra Wey/AP
Centenas de mulheres marcharam a partir da catedral na cidade de Lausanne. Elas fizeram uma fogueira e jogaram peças de roupas, como gravatas e sutiãs, no fogo.
Boicote ao comércio e serviços
Manifestante com faixa que diz “em greve no dia 14 de junho” em Lausanne, na Suíça, nesta sexta-feira (14).
Keystone via AP
Os organizadores pediram ainda que as pessoas evitassem fazer compras em lojas ou fossem a restaurantes, para aumentar o impacto econômico do ato.
Algumas empresas aderiram. Foi o caso da Torre Roche, na cidade de Basileia, que acendeu, no alto do prédio, um logo do movimento.
Os organizadores ainda estimularam as mulheres a sair do serviço às 15h24. O horário é uma referência à discrepância de salários entre os dois gêneros: ao sair antes, mas receber por um dia cheio, elas receberão um valor equivalente pela hora trabalhada dos homens.
Veja fotos das manifestações:
Manifestante em Genebra nesta sexta-feira (14).
Martial Trezzini/Keystone via AP
“Não é não”, diz faixa segurada por manifestante em Lausanne
Laurent Gillieron/Keystone via AP
Logo do símbolo da luta feminina é projetado em um relógio na cidade da Basileial, na noite de quinta-feira (13).
Georgios Kefalas/Keystone via AP
Professoras suíças em Zurique, durante protesto nacional de mulheres do país
Walter Bieri/AP
“Direitos iguais não são direitos especiais”, diz o cartaz usado em protesto em Lausanne.
Denis Balibouse/Reuters

The New Yooker Times – Notícias Internacionais
fonte: g1.globo.com revisão Urandir Martinez