Notícias Internacionais – The New Yooker Times


Últimas notícias de coronavírus de 9 de abril   The New Yooker Times 99f9 000 1qh2o4   urandir   MUNDO   Últimas notícias de coronavírus de 9 de abril
Mundo tem na manhã desta quinta quase 1,5 milhão de pessoas infectadas com o novo coronavírus. Premiê espanhol acredita que seu país está próximo de um declínio da epidemia. O mundo tem na manhã desta quinta-feira (9) quase 1,5 milhão de pessoas infectadas com o novo coronavírus (Sars-Cov-2). A Universidade norte-americana Johns Hopkins registrou ainda mais de 88,6 mil mortos e mais 331 mil recuperados da Covid-19.
PANDEMIA: veja quais países já registraram casos da doença
GUIA ILUSTRADO: sintomas, transmissão e prevenção
CORONAVÍRUS: veja perguntas e respostas
SÉRIE DE VÍDEOS: coronavírus, perguntas e respostas
O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, afirmou ao parlamento que os mais recentes dados sobre o novo coronavírus são encorajadores e que o país está próximo do início de um declínio na epidemia. “O incêndio começa a ficar sob controle”, declarou. O parlamento espanhol vota uma extensão de um estado de emergência até 26 de abril.
De fato, o número de mortes diárias voltou a diminuir, depois de dois dias consecutivos de aumento: foram 683 mortes nas últimas 24 horas, elevando o total para 15.238, de acordo com o Ministério da Saúde. O número de infectados aumentou para 5.756, chegando a um total de 152.446. Mais de 52 mil tiveram alta hospitalar desde o início da pandemia.
Casos de coronavírus continuam subindo na Europa
O premiê britânico, Boris Johnson, segue internado por causa de complicações provocadas pela Covid-19, mas seu estado de saúde está melhorando, de acordo com a BBC. O Reino Unido o registrou 938 mortes na quarta-feira (8), seu recorde para um único dia.
No Japão
Pessoas caminham pelo distrito de Shinbashi, em Tóquio, na noite de quarta-feira (8)
Kazuhiro Nogi/AFP
A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, quer adotar medidas mais duras de isolamento, que incluem o fechamento de uma grande variedade de estabelecimentos, de lojas de departamento e restaurantes a universidades.
A iniciativa, porém, desagradaria o governo do primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe, que decretou estado de emergência para Tóquio e outras seis regiões do país. O estado de emergência não permite às autoridades japonesas impor um confinamento estrito como em outros países.
Initial plugin text

The New Yooker Times – Notícias Internacionais
fonte: g1.globo.com revisão Urandir Martinez