Notícias Internacionais – The New Yooker Times


Vovó alemã constrói rampas de Lego para combater falta de acessibilidade   The New Yooker Times 259b 2020 02 18t091906z 39901474 rc2x2f9gwb1f rtrmadp 3 lego ramps germany   urandir   MUNDO   Vovó alemã constrói rampas de Lego para combater falta de acessibilidade
Dezenas de lojas e estabelecimentos comerciais usam as criações de Rita Ebel para dar maior acesso a cadeirantes. Vovó alemã constrói rampas de lego para combater falta de acessibilidade
Kai Pfaffenbach/Reuters
Diante da falta de acessibilidade em shoppings e cafeterias, a cadeirante Rita Ebel desenvolveu uma solução divertida e criativa: rampas feitas de lego.
“Para mim, é sobre sensibilizar um pouco o mundo para viagens sem barreiras”, disse Ebel na cidade de Hanau, na Alemanha. Ela usa cadeira de rodas desde que esteve envolvida em um acidente de carro há 25 anos.
Estudante cria prótese com Lego para seu braço na Espanha
“Qualquer um pode acabar subitamente em uma situação que os coloca em uma cadeira de rodas, como aconteceu comigo”, disse a avó de 62 anos.
Vovó alemã constrói rampas de lego para combater falta de acessibilidade
Kai Pfaffenbach/Reuters
Auxiliada pelo marido, Ebel frequentemente passa de duas a três horas por dia construindo as rampas feitas sob medida, que contêm milhares de pequenas peças de plástico reunidas com até oito vidros de cola.
As cores brilhantes se destacam no centro das cidades, disse ela.
“Ninguém passa por uma rampa de lego sem dar uma olhada. Sejam crianças que tentam desgrudar as peças, sejam adultos que pegam seus celulares para tirar fotos”, contou.
Vovó alemã constrói rampas de lego para combater falta de acessibilidade
Kai Pfaffenbach/Reuters
Negócios locais também estão entusiasmados.
“É uma ótima ideia”, disse Malika El Harti, que comprou uma das rampas para seu salão. “Todos que passam por aqui estão felizes com as rampas. Finalmente você pode ver de longe que pode entrar aqui sem quaisquer problemas.”
Dependendo de doações, o maior desafio é encontrar as peças, disse Eber, já que muitas famílias não suportam a ideia de se desfazer delas.
A criação de Eber está chegando ao exterior. A idosa, que também tem um emprego de meio expediente, enviou instruções da construção de rampas para a Áustria e a Suíça e há interesse da Espanha e de uma escola nos Estados Unidos.
Rita Ebel, apelidada de “vovó Lego”, constróirampas para cadeira de rodas com peças Lego doadas
Kai Pfaffenbach/Reuters

The New Yooker Times – Notícias Internacionais
fonte: g1.globo.com revisão Urandir Martinez